segunda-feira, 11 de abril de 2011

BAMBU

Nome científico: Bambusa vulgaris Schrad. ex J.C. Wendl.

Família: Poaceae.

O Brasil é o país com maior número de tipos de bambu da América Latina, com 134 espécies, o equivalente a 10% da diversidade mundial.

Força, flexibilidade e leveza são algumas das características da planta e a colocam como excelente opção da alimentação à fabricação de inúmeros produtos

Sinônimos botânicos:
Arundarbor fera (Miq.) Kuntze, Arundarbor monogyna (Blanco) Kuntze, Arundo fera Oken, Bambos arundinacea Retz., Bambusa bambos (L.) Voss, Bambusa blancoi Steud., Bambusa fera Miq., Bambusa humilis Rchb. ex Rupr., Bambusa madagascariensis Hort. ex A. & C. Riviere, Bambusa mitis Blanco, Bambusa monogyna Blanco, Bambusa sieberi Griseb., Bambusa surinamensis Rupr., Bambusa thouarsii Kunth, Leleba vulgaris (Schrad. ex J.C. Wendl.) Nakai, Nastus thouarsii Raspail, Nastus viviparus Raspail.

Outros nomes populares:
bambu; bambus (alemão); bambú (espanhol, italiano); bambou (francês); bamboo, common bamboo (inglês); bans, kapura, magar (hindú), chuk-kwang-chukan, k’u-chu, t’ien-chu-nuang, t’ien-chu-yuen (chinês), tacuará (casteliano), tvak-kshira, vansa (sánscrito).

Constituintes químicos:

Propriedades medicinais:
- folhas: afrodisíaco, antiartrose, anti-helmíntico, emenagogo, estimulante, peitoral, remineralizante, tônico;
- brotos: antidisentérico, depurativo, estomáquico;
- sucodos brotos: calmante (nas afecções nervosas);
- concreções entre os nós dos colmos: contra veneno (para qualquer substãncia tóxica), antiparalisia, antiflatulência, febrífugo, depurativo;
- água dos colmos: contra venenos (em geral), anti-hemorrágica, antiafecções nervosas, anti-hemorroidária, antidiarréica, digestiva;

Indicações: afecções nervosas, artrose, contra veneno (substância tóxica), diarréia, doenças da pele (rizoma), disenteria, febre, gases, hemorragias, hemorróidas, intoxicações, osteoporose, paralisia, perturbações do estômago; remineralizar unhas, cabelos e cartilagens.

Parte utilizada: folhas, brotos, água, nós.

USO RITUALÍSTICO:
É um poderoso defumador contra Kiumbas e seu banho é excelente contra perseguidores.
limpeza de ambientes,descarrego,afasta energia negativa.

pesquisa: aurea oliveira

3 comentários:

  1. Também esta ligado a Iansã,

    Axé o !

    ResponderExcluir
  2. como se faz o banho om as folhas de bambu??

    ResponderExcluir
  3. Na Religião do Candomblé o bambu está ligado a Yabá Oyá-Inhansã, sendo o bambuzal considerado seu habitat natural. Contudo também está relacionado a seu filho mítico Egungum, sendo por isso chamado de floresta da morte. Dentro do conceito litúrgico de classificação das folhas é destacado duas variedades de bambu, o amarelo e o branco. Este último inclusive atribuído a um caminho de Oxalá.
    Na Nação Angola-Congo o mastro que ostenta uma bandeirola branca junto ao assentamento-santuário consagrado ao Inkice Nzara Kitembo ou Tempo, sinalizando desta forma o templo religioso, é feito com uma imensa vara de bambu.

    ResponderExcluir